Estimular o aprimoramento docente é um desafio para gestores, pois manter uma equipe motivada demanda bastante trabalho. Isso porque com os avanços tecnológicos, os estudantes estão mais interessados nas telas de seus celulares do que nos conteúdos ministrados em aulas. Esse fator pode ser bastante desmotivador para grande parte dos educadores.

Para manter os alunos interessados nos conteúdos ministrados na sala de aula é importante que os educadores adotem o conceito de professor 2.0. Para quem não sabe do que se trata, um professor 2.0 é aquele que utiliza os recursos tecnológicos, como a internet e o computador, para disseminar conhecimento e criar aulas mais interessantes.

Embora nosso mundo tenha muitos recursos, há educadores que ainda são resistentes quanto a essa prática e, por isso, as escolas devem investir no aperfeiçoamento dos professores. Ficou interessado no assunto? Continue a leitura para saber mais!

Por que o aprimoramento docente é importante?

As novas tecnologias possibilitaram criar um novo perfil de aluno, que já não se contenta com aquela aula em que ele se senta na carteira e assiste aos professores explicarem a matéria utilizando simplesmente o quadro negro. As crianças e jovens têm acesso à informação na palma da mão, por meio do uso de celulares e tablets.

Então, para que um professor cative o aluno a aprender ele precisa passar por treinamentos constantes, que o capacite para utilizar novas tecnologias dentro da sala de aula. Além disso, o aprimoramento dos professores contribui para que eles sejam mais produtivos e ensinem conteúdos mais voltados à realidade dos alunos.

Qual é o impacto de um professor 2.0 em sala de aula?

Os professores que conseguem tirar proveito de todos os recursos que a tecnologia pode oferecer são capazes de criar um ambiente de aprendizado muito mais interessante para seus alunos. Dessa forma, o relacionamento entre ambas as partes se torna mais estreito e professores e alunos passam a compartilhar a mesma realidade.

Além disso, o uso das tecnologias permite que professores consigam identificar melhor as dificuldades de aprendizado dos alunos. O nivelamento dos estudantes também pode ser simplificado com o uso de recursos tecnológicos durante as aulas.

Como desenvolver o aprimoramento docente?

Apesar de o conceito de professor 2.0 vir ganhando espaço, os gestores educacionais ainda têm dúvidas sobre como desenvolver o aprimoramento docente. Não basta trazer a tecnologia para dentro de sala, é preciso saber como utilizá-la de forma correta para que sua contribuição no aprendizado dos alunos seja eficiente.

 A seguir, vamos dar algumas dicas de como otimizar o aprimoramento dos professores para que eles melhorem o nível de qualidade da escola onde trabalham e proporcionem uma boa experiência de aprendizado aos alunos. 

1. Ofereça cursos online à equipe de educadores

Independentemente da área em que o professor atua, o tempo para se aperfeiçoar é curto. O profissional precisa preparar aulas, corrigir provas, trabalhos e realizar diversas funções que, muitas vezes, são feitas fora do ambiente escolar.

Por isso, uma boa forma de incentivar o aperfeiçoamento dos docentes é buscar cursos online para a equipe da escola. Há diversas formações oferecidas na internet, desde as mais básicas, que são gratuitas, até cursos complexos, que são pagos.

2. Incentive os professores a fazerem pesquisa

Para dar uma boa aula, um professor deve estar sempre bem informado sobre o que acontece ao seu redor. Por exemplo: os alunos estão aprendendo sobre a estrutura do DNA e cientistas descobrem novas informações sobre o assunto.

Um educador bem informado, que está sempre a par das novidades de sua área, tem uma boa oportunidade de levar o assunto para a sala de aula e envolver os alunos com a novidade.

Por isso, a escola deve incentivar o corpo docente a ser sempre bem informado. Para isso, os professores devem consultar sites e revistas todos os dias.

3. Incentive os professores a darem aulas práticas

Ir para um laboratório e ver na prática o que é ensinado dentro da sala de aula é uma forma de enriquecer o conhecimento dos alunos. Nesse cenário, os professores que aplicam o conhecimento adquirido em forma de aulas práticas não contribuem somente com o aprendizado do aluno, mas também com o interesse do professor em dar uma aula.

Isso porque ele aprendeu uma coisa nova e, à medida que transmite esse conhecimento, melhora sua eficácia como professor.

4. Estimule o trabalho de consultores

Professores mais experientes podem ser uma excelente ferramenta para o aprimoramento docente. Isso porque eles já passaram muitos anos dentro das salas de aula e conhecem muito bem os desafios de ensinar para crianças e jovens.

Por isso, eles podem ajudar os novos professores com diversas noções sobre gestão do tempo e ainda passar lições sobre como lidar com pais e alunos, principalmente nos casos em que o estudante tem dificuldade de aprendizado ou problemas de comportamento.

5. Incentive os professores a terem a certificação Microsoft Certified Educator

Como falar em aprimoramento docente e não citar a certificação Microsoft Certified Educator? Esse reconhecimento é uma forma de atestar que os educadores têm as competências e o conhecimento tecnológico necessários para proporcionar aos alunos uma experiência de aprendizado rica e personalizada.

Por meio do exame, os educadores são avaliados sobre suas habilidades em Design de Aprendizagem do Século XXI (21º CLD), identificadas no projeto de pesquisa de Ensino e Aprendizagem Inovadores (ITL) e em atividades de aprendizagem usando ferramentas da Microsoft para educação.

A definição do teste está descrita no site do programa e a certificação é ideal para educadores que ainda estão em treinamento. O exame é rigoroso, mas a Microsof oferece um currículo abrangente de e-learning, 21CLD, para ajudar no preparo dos professores para o exame.

Essas são apenas algumas das formas de otimizar o aprimoramento docente em sua escola. Claro que você não precisa adotar todas as possibilidades aqui citadas, apenas aquelas que estão dentro da realidade da instituição em que você é responsável. O aperfeiçoamento de educadores traz benefícios para todos os envolvidos: escola, alunos e professores e, por isso, o investimento vale a pena.

Gostou do post e está em busca de soluções tecnológicas para a sua escola? Entre em contato com a Trivium e converse com um de nossos consultores para saber como levar o programa de certificações da Microsoft para a sua instituição de ensino.