Atualmente, existem diversas ferramentas tecnológicas que propiciam inovação na educação. Além disso, elas tornam o processo de aprendizagem muito mais eficiente para professores e alunos.

Por isso, muitas novidades prometem revolucionar a maneira como os conteúdos são transmitidos nas mais diversas disciplinas escolares. Isso porque crianças e jovens estão cada vez mais conectados à era digital, tornando-se imprescindível inserir a tecnologia também em sala de aula para acompanhar o acelerado ritmo dessa geração. 

Se interessou? Então, continue a leitura e entenda como as tecnologias educacionais ajudam a promover inovação na educação. Acompanhe!

Qual é a importância de inserir ferramentas tecnológicas na educação?

Com o objetivo de superar diversas dificuldades do modelo tradicional de ensino, muitas instituições oferecem ferramentas digitais para melhorar a forma como o conhecimento é repassado. Elas são importantes porque facilitam a aprendizagem e estimulam a curiosidade dos alunos pelas disciplinas.

Sem dúvida, a tecnologia também torna a dinâmica das aulas muito mais atrativa e chamativa para a realidade das crianças e dos jovens — que desde cedo têm acesso a inúmeros artefatos, como computadores, tablets e smartphones. Portanto, o segredo não é proibir os recursos, mas sim adaptar a forma como são utilizados pelos estudantes.

Quais são as principais tendências para a educação?

Nos dias de hoje, criar conexões entre a era digital e a educação é considerado uma das principais responsabilidades das instituições engajadas em um modelo alternativo de ensino. As inovações, nesse caso, devem abordar vários aspectos do ambiente escolar e oferecer qualidade no projeto didático-pedagógico.

A seguir, confira quais são as principais tendências tecnológicas para a aprendizagem em 2019.

Gamificação

A gamificação nada mais é do que a utilização de jogos digitais em sala de aula que têm como objetivo atrair a atenção dos estudantes. Ela oferece inúmeras vantagens — principalmente em relação à maneira como os conteúdos são transmitidos.

Além disso, a gamificação facilita o desenvolvimento de habilidades, como criatividade, resolução de problemas e, ainda, torna o aluno protagonista do seu processo de aprendizado.

Aplicativos

Os aplicativos digitais são atualmente considerados excelentes ferramentas para levar à sala de aula. Com eles, os professores têm a garantia de obter maior interatividade e diversão no ambiente escolar — visando também a eficácia em relação à transmissão dos conteúdos.

Alguns aplicativos podem servir também para repassar questionários, provas, tarefas, além de livros, textos e videoaulas.

Ensino híbrido

No ensino híbrido, o estudante tem acesso ao material didático das disciplinas antecipadamente, com o intuito de levar as principais dúvidas para o debate em sala de aula. O professor, nesse caso, tem a função de mediar e trocar conhecimentos. A turma se torna o elemento ativo de aprendizagem.

Sem dúvida, essa inovação gera um relacionamento muito mais positivo e saudável entre os educadores e os alunos, evitando que as informações sejam transmitidas sem considerar o contexto  como é feita no modelo tradicional de ensino.

Realidade aumentada

A realidade aumentada possibilita o aprendizado interativo de diversas disciplinas, por exemplo química, história e geografia. Com esse recurso, o professor tem acesso a simuladores e equipamentos que facilitam o aprofundamento dos conhecimentos.

É possível, inclusive, enriquecer a experiência em sala de aula com a ajuda de aplicativos que oferecem diversas funcionalidades, como vídeos sobre um dado momento histórico, desenhos aumentados da tabela periódica e curiosidades sobre a geolocalização da cidade.

A inovação na educação já é uma realidade e a gestão escolar deve aplicar as mudanças por meio do incentivo e capacitação dos seus educadores. Com isso, a utilização das ferramentas tecnológicas no dia a dia se tornará muito mais efetiva, e o repasse do conhecimento cada vez mais colaborativo para todos.

Gostou do conteúdo? Entenda também qual é a relação entre aprendizagem significativa e educação digital. Até a próxima!