A relação entre tecnologia e educação nunca foi simples, especialmente dentro da sala de aula. Entretanto, com computadores e smartphones dominando todos os ambientes, os aplicativos educacionais ganham cada vez mais espaço na melhoria do processo de ensino e aprendizagem.

O uso da tecnologia na educação já é uma realidade e as escolas precisam se adaptar. Os aplicativos aguçam o interesse dos alunos, ampliam o horizonte de pesquisa e permitem o compartilhamento de informações e conhecimentos, além de estimular o trabalho colaborativo e permitir que o estudante seja o protagonista do processo de aprendizagem.

Pensando nisso, preparamos este artigo para apresentar algumas opções de aplicativos educativos para ampliar o estudo dos alunos. Boa leitura!

1. MakeCode

O MakeCode é um ambiente que permite programar de forma totalmente gratuita e open source. Com uma interface muito amigável e intuitiva, é ideal para incentivar os alunos a aprender a arte da programação.

A plataforma permite programar o Micro:bit, o Circuit Playground e até bonecos em Minecraft. Após adquirir conhecimentos básicos, é possível programar com seu próprio código em JavaScript. O aluno também consegue fazer uma simulação do programa criado por meio de um simulador.

2. Kahoot!

O Kahoot! é gratuito, lúdico, permite criar e aplicar questionários, assim como colocar as questões para iniciar um debate. De acordo com o objetivo e a necessidade ou não de incluir competições, é possível construir 2 tipos de questionários:

  1. Quiz: muito usado como ferramenta de avaliação, fornece um ranking de estudantes, de acordo com o número de respostas corretas e com a rapidez;

  2. Survey: permite responder o mesmo grupo de perguntas, sem incluir rankings e sem pressupor a existência de respostas corretas.

3. Descubra Corpo Humano

Esse aplicativo apresenta modelos interativos e detalhados da anatomia humana feminina e masculina em 3D. A plataforma também inclui uma grande biblioteca com referências para estudar de forma divertida.

Os sistemas humanos estão divididos em 5 modelos:

  • esquelético;

  • cardiovascular;

  • muscular;

  • nervoso;

  • órgãos.

Além disso, é possível pesquisar elementos específicos do corpo humano e as descrições apresentam links para informações completas sobre cada componente.

4. Photomath

Ótima opção para ensinar matemática, o Photomath vai além de fazer contas simples. Independentemente da dúvida ou do cálculo, seja ele complexo ou descomplicado, o aplicativo resolve e ainda passa dicas de como solucionar o problema.

Um diferencial desse programa em relação aos outros existentes no mercado é que ele apresenta uma função muito interessante: basta apontar a câmera para a questão que o Photomath é capaz de resolvê-la e ainda exibe o passo a passo da resolução.

5. Maps of World

O Maps of World apresenta inúmeros mapas em alta resolução. Com o aplicativo, o aluno tem acesso a excelentes imagens de como era o mundo durante o século XVI, em 1770 ou em 1915, por exemplo.

O programa é educativo, divertido e interessante para todas as idades. É possível usar a barra de buscas para facilitar a pesquisa e o zoom para analisar cada detalhe, sem a necessidade de ter uma conexão com a internet.

Apesar do desafio de infraestrutura e capacitação, é muito importante que o gestor escolar estimule os professores a utilizarem esses e outros aplicativos educacionais em sala. Assim, é possível construir aulas mais atraentes e que estimulem a concentração, além de incentivar a participação dos estudantes.

Gostou de conhecer mais sobre os aplicativos educacionais que podem ser usados em sala de aula? Então complemente a leitura e conheça os benefícios do uso da inteligência artificial na educação!