O uso da inteligência artificial na educação ainda é tímido, mas está ganhando força e gradativamente mudando a relação dos alunos com os estudos. Já existem diversas soluções promissoras para o uso dessa tecnologia, como a possibilidade de oferecer tutores virtuais que fornecem apoio em tempo integral.

A inovação promovida pela inteligência artificial tem muito a acrescentar e, cada vez mais, vai levar o aprendizado para fora das fronteiras da sala de aula. A ideia é que os estudantes possam contar com ferramentas digitais que facilitem o aprendizado, a interação e, até mesmo, a descoberta de novos conhecimentos.

Pensando nisso, preparamos este artigo para você conhecer os principais benefícios da inteligência artificial na educação. Confira!

1. Plataformas adaptativas

A inteligência artificial tem o objetivo de produzir dispositivos que simulam a capacidade humana de pensar, perceber, entender, tomar decisões e solucionar problemas. Para isso, ela usa os estímulos do mundo externo para realizar uma ação, baseando-se na análise de interações anteriores.

Portanto, uma das possibilidades de usar essa tecnologia na educação é com as plataformas adaptativas. As ferramentas recebem esse nome pelo fato de propor caminhos de aprendizado individualizados, seguindo os conhecimentos prévios do usuário.

Depois, a plataforma coleta as informações de cada experiência de uso, examina e propõe um caminho específico para o aluno, a partir do seu ponto de partida. Isso é possível pois a inteligência artificial mapeia os conteúdos de cada área do conhecimento e estabelece relações entre eles e a evolução do usuário.

2. Supervisão da aprendizagem

A inteligência artificial também pode ser usada pelos professores de modo a avaliar o desempenho e monitorar a aprendizagem de cada aluno de forma individualizada. Para isso, são desenvolvidos métodos estatísticos úteis que detectam problemas e atuam de forma rápida e acertada.

Os dispositivos que usam essa tecnologia podem armazenar muitas informações e permitem que os professores forneçam mais materiais de consulta para a aprendizagem do estudante. Além disso, o docente pode desenvolver um espaço virtual que ajude a evolução dos discentes.

Outra possibilidade é reunir e cruzar informações para formar grupos de alunos que apresentam as mesmas dificuldades ou, até mesmo, criar mais desafios para os que estão mais avançados.

3. Educação personalizada

Cada estudante tem suas características individuais que precisam ser respeitadas. Alguns aprendem rápido, enquanto outros precisam de mais tempo e dedicação.

A partir disso, surgiu a possibilidade de desenvolver sistemas tutores inteligentes que permitem traçar um perfil confiável com as características dos alunos. Com o auxílio de ferramentas que aplicam técnicas de inteligência artificial, os estudantes têm autonomia para conduzir os estudos.

Assim, eles podem realizar testes para avaliar a própria performance, analisar a aprendizagem dos conceitos estudados na sala de aula quando quiserem e centralizar o estudo nas disciplinas que têm mais dificuldades.

As aplicações da inteligência artificial na educação não visam substituir o professor, apenas fornecem estruturas para otimizar seu papel de mediador. Os novos recursos auxiliam o educador na sua prática didática por meio da fusão da inteligência orgânica com a artificial. Isso garante um aprendizado mais completo e significativo para os alunos.

Você já conhecia os benefícios da inteligência artificial no setor educativo? Deixe seu comentário e conte se a sua escola já está preparada para as mudanças!