Como um bom professor, você deve entender a importância da educação fora da escola e como ela é fundamental para o melhoramento do processo de aprendizagem dos estudantes. Dessa maneira, o estímulo ao conhecimento deve, antes de tudo, atravessar os muros escolares e ir além dos livros.

Assim, existem algumas alternativas capazes de incentivar a educação fora do ambiente físico da escola — e que podem ser aplicadas pelos educadores para estimular e despertar interesse nos alunos sobre os mais diversos temas.

Ficou curioso? Continue a leitura, entenda a importância da educação fora da escola e como aplicá-la para inovar o aprendizado dos estudantes. Acompanhe!

Por que a educação fora da escola é importante?

A maior parte dos professores sabe que ficar limitado ao ambiente físico da sala de aula acaba trazendo certa dificuldade para uma assimilação abrangente do conhecimento. Por isso, é essencial promover alternativas que contribuem para a ampliação da capacidade de cada estudante. 

Essa abordagem na educação tem colaborado, inclusive, para um novo tipo de aprendizado interdisciplinar que integra áreas e disciplinas diferenciadas. Com isso, é possível que o aluno desenvolva as capacidades e habilidades fundamentais para a elaboração de novos conceitos e percepções do mundo.

Como inovar no ensino fora da escola?

Como educador, é possível instruir e proporcionar o ensino fora do espaço físico da escola, a fim de levar um aprendizado de qualidade aos alunos. Para isso, confira a seguir 4 maneiras inovadoras para estimular o processo educacional e, ainda, contribuir para o desenvolvimento intelectual dos estudantes.

1. Livro colaborativo

Por meio da utilização de livros colaborativos, o professor tem a possibilidade de influenciar os estudantes a dialogarem com as mais diversas vozes e pensamentos que compõem um mesmo tema. Isso é positivo, pois incentiva a tolerância e a aceitação de opiniões distintas.

2. Recursos tecnológicos

Muito se critica o uso do celular em sala de aula, mas saiba que essa ferramenta tem bastante a oferecer para professor e alunos. Como qualquer outro recurso tecnológico, sua utilização deve seguir regras para que consiga contribuir positivamente para a experiência de aprendizado.

3. Caderno digital

caderno digital é outra grande ferramenta para a escola e para os professores. Por meio dele, o atraso na entrega dos trabalhos, deveres e demais atividades praticamente é anulada. Além disso, é uma opção interessante também para o acompanhamento regular do desenvolvimento educacional dos alunos.

4. Espaços colaborativos

Os espaços colaborativos — conhecidos como coworkings — são ambientes voltados para a melhoria do tradicional modelo escolar. Por meio deles, o professor promove uma educação mais lúdica, prática e direcionada, evitando fazer uso apenas de aulas expositivas para ensinar.

Para pais e educadores, esse tipo de abordagem também é positivo, pois possibilita a demonstração das diversas visões de mundo — sendo que são essenciais para garantir o entendimento sobre o meio em que vivemos. Nesse processo, os alunos têm acesso a novos saberes e adquirem uma formação integral e plural, dificilmente acessada dentro das escolas.

Entendendo como a educação fora da escola pode inovar o dia a dia, muitos professores escolhem a alternativa mais adequada para aplicar no ensino e aprendizagem dos estudantes. Lembre-se de que o empenho e a dedicação dos alunos devem ser sempre estimulados nesses casos, com o objetivo de transmitir conhecimento a distância com qualidade!

Gostou do conteúdo? Então, deixe seu comentário no post e colabore para o debate sobre o assunto!