A tecnologia na educação está começando a ser usada com cada vez mais frequência, transformando aulas muitas vezes monótonas em momentos agradáveis e extremamente proveitosos para professores e alunos. Celulares e tablets, antes vilões, agora são usados no aprendizado para jogos, vídeos ou até mesmo pesquisas em classe.

O emprego de novas tecnologias no ensino facilita o aprendizado e a tendência é que a maneira como os alunos interagem com os professores e a escola mude completamente. Continue a leitura e conheça algumas das inovações!

Ensino personalizado

Não é novidade que as pessoas aprendem de formas e velocidades diferentes. Assim, novas ferramentas pedagógicas vêm sendo empregadas para individualizar e personalizar o ensino. Enquanto um grupo de alunos aprende sobre gramática por meio de uma música ou vídeo usando seus celulares, outro grupo está lendo um material interativo, por exemplo.

Em um mundo onde existem tanto pessoas com boas habilidades para tarefas práticas quanto aquelas que gostam mais de teoria, o ensino personalizado funciona muito bem, pois fornece a informação para o aluno da maneira mais adequada ao perfil dele!

Realidade aumentada

Faz algum tempo que as salas de aula vêm mudando, deixando de ser algo estático. Fotos e vídeos em 360 graus ajudam estudantes e professores. Essa tecnologia pode ser usada em uma aula de geografia, em que os assuntos abordados são os relevos da Itália, por exemplo. Com a realidade aumentada não é preciso imaginar como é o local, pois o aluno estará lá, virtualmente.

Durante uma caminhada virtual, é possível obter informações em tempo real sobre acontecimentos do passado, locais históricos, pessoas importantes e muitas outras características da região. Isso acaba tornando a aula muito mais agradável e por consequência prende mais a atenção do aluno, principalmente crianças e adolescentes.

Microlearning

As aulas longas são muitas vezes cansativas e dispersam a atenção dos alunos. Essa prática vem diminuindo ao longo dos anos graças ao conceito de microlearning, que consiste em dividir um conteúdo em pequenas partes, usando também tecnologias digitais como vídeos, jogos ou animações.

Esse conceito ajuda a manter o foco dos estudantes, auxiliando na compreensão do material que é exposto. Ele é tão importante e eficaz que muitas empresas vêm usando essa técnica no treinamento dos seus funcionários, reduzindo o tempo de aprendizado e melhorando o desempenho da equipe.

Ensino híbrido

Um método que cresce a cada dia no Brasil e no mundo é o ensino híbrido. Com materiais online, fornecidos pela instituição de ensino, o aluno pode estudar em qualquer lugar e horário, proporcionando uma enorme autonomia. Na escola, coloca em prática o que aprendeu, além de tirar dúvidas com os professores e passar por avaliações.

A principal vantagem dessa modalidade de ensino é a flexibilidade e a individualização das aulas. Muitas vezes, em aulas presenciais, as pessoas deixam de pedir mais explicações ou fazer perguntas por timidez, o que prejudica o aprendizado. Quando estudam de forma online, por outro lado, o aluno pode ver o conteúdo diversas vezes e tirar dúvidas com um professor por e-mail, aplicativos de mensagens e outras plataformas.

O uso da tecnologia na educação mostra-se extremamente eficaz e cada vez mais seus benefícios são notados. Aulas pouco interessantes deixarão de existir e aprender será cada vez mais rápido e divertido.

Se você gostou do post de hoje, curta nossa página no Facebook e não perca nossas publicações!