Nos últimos anos, o termo interdisciplinaridade ganhou forças e invadiu as discussões sobre metodologias de ensino e aprendizagem.

Nesse sentido, o Ministério da Educação (MEC) passou a cobrar maior interdisciplinaridade nas escolas por meio dos PCN’s (Parâmetros Curriculares Nacionais) e do próprio ENEM, que integra suas disciplinas por áreas de conhecimento.

Mas, afinal, por que trabalhar esse conceito nas práticas pedagógicas e quais são seus benefícios? É o que vamos desvendar neste artigo. Boa leitura!

Como a interdisciplinaridade funciona na prática escolar?

Por definição, a interdisciplinaridade oferece a “capacidade de estabelecer relações entre duas ou mais disciplinas”.

Na prática, isso significa que todo um planejamento deve ser realizado para que as propostas de ensino considerem essa transversalidade.

O grande desafio está em criar as conexões certas entre as disciplinas, já que uma das premissas desse conceito é que os objetivos específicos de cada disciplina sejam preservados.

Segundo o MEC, isso pode ser feito por meio de temas transversais pertinentes à sociedade, que podem ser trabalhados sob a ótica de todas as disciplinas escolares.

Quais os benefícios da interdisciplinaridade na educação?

Agora que você já compreendeu como a interdisciplinaridade funciona na prática, é hora de entender melhor seus benefícios. Vamos lá? Confira os tópicos abaixo!

Estimula o pensamento crítico

Um dos grandes objetivos da interdisciplinaridade é formar cidadãos preparados para propor intervenções para os problemas sociais.

Ao tratar de um mesmo tema sob diferentes óticas, o pensamento crítico é estimulado no aluno. Com isso, ele passa a vivenciar a complexidade dos temas mais relevantes para a sociedade e se prepara para lidar com os desafios que virão nas próximas etapas de sua vida.

Proporciona uma educação de qualidade

Outro conceito bastante tratado ultimamente é a aprendizagem significativa, que tem o objetivo de atribuir novos conhecimentos utilizando como base aquilo que o indivíduo já tem em sua bagagem.

Ao unir esse conceito com a interdisciplinaridade, é possível chegar ao modelo mais próximo do que se considera uma educação de qualidade, que é um tema prioritário para educadores e gestores da educação.

Prepara o aluno para o futuro do trabalho

Com todas as mudanças que a tecnologia vem impondo à nossa sociedade, um novo cenário mercadológico está alterando a forma como as carreiras são construídas.

Isso muda drasticamente o perfil do profissional do futuro, que deverá estar antenado a diversos temas, ser capaz de se reinventar de tempos em tempos e exercer funções multidisciplinares.

Com isso, entende-se que a interdisciplinaridade na educação é a base essencial para preparar as crianças e os jovens para o futuro do mercado de trabalho.

Como vimos ao longo do artigo, a interdisciplinaridade é um conceito importante para adequar a educação à realidade da sociedade, formando cidadãos preparados para lidar com os desafios atuais. Ela também contribui para uma aprendizagem significativa e, com isso, oferece aos educandos uma educação qualificada.

Se você gostou deste conteúdo e quer ficar por dentro de mais artigos sobre tecnologia e educação, assine já a nossa newsletter e receba as nossas novidades em primeira mão!